quarta-feira, 31 de agosto de 2011

BRILHO NOS TRASTES

Engana-se quem pensa que manter os trastes sempre reluzentes é pura frescura. Trastes brilhantes não são apenas mera questão de estética e higiene. Quando limpos e conservados tornam-se sinônimos de melhor som e de maior facilidade na execução de técnicas como bend. No entanto, fica a pergunta: qual a melhor maneira de deixá-los sempre impecáveis, livre de zinabre e gordura?

Alguns “manuais” de lutheria aconselham o uso de esponja de aço para a manutenção das peças em questão. Porém, o uso deste material pode ser uma “faca de dois gumes”: ao mesmo tempo em que remove a sujeira, ele pode riscar e gastar os trastes, fazendo com que o instrumento “trasteje” ou perca sutilmente sustain, além da precisão da afinação. Portanto, o mais indicado é fazer o trabalho utilizando apenas algumas gotas de limpa metais, estopa e fita-crepe.

Abaixo, explicarei, passo a passo, a forma mais correta de limpar os trastes:

• Remova todas as cordas do instrumento.
• Com a fita-crepe, cubra todas as casas da escala de seu instrumento, deixando apenas os trastes expostos.
• Certifique-se de que a madeira da escala está bem protegida e isolada.
• Embeba (com algumas gotas) um chumaço de estopa no limpa metais.
• Esfregue o produto contra os trastes. Note que a estopa logo ficará escura. Este é o momento de substitui-la por outra limpa, para que o resultado do trabalho seja satisfatório.
• Passe uma estopa limpa e saca sob todos os trastes para remover o resquício de sujeira.
Dica importante: só faça a limpeza antes de regular seu instrumento, pois o ato de remover as cordas com certeza alterará, no mínimo, o ajuste do tensor, a curvatura do braço e a afinação das oitavas.
Espero que tenham gostado das dicas

Abraço e até mais
Procure sempre saber a escola e conhecer o trabalho de seu luthier

Um comentário:

  1. Boa dica Vitor!!!!!!!!!! valeu

    (Felype ROccha)

    ResponderExcluir