quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

FLOYD ROSE, UM PEPINO À PARTE

Não é novidade para nenhum guitarrista que os efeitos sonoros "vanralísticos" e “satrianísticos” só são possíveis se executados em instumentos com sistema de ponte flutuante, popularmente conhecido como Floyd Rose.

Porém, também não é novidade que essas guitarras guardam uma mecânica complexa e delicada, em que qualquer mudança - até mesmo uma simples troca de cordas - pode a alterar regulagem por completo.

Por isso resolvi escrever este texto, repleto de dicas para os fãs dessas guitarras.

Para evitar a perda da regulagem de seu instrumento, o primeiro passo é saber qual o tipo de encordoamento que você deseja.

Sabe-se que a ponte Floyd Rose foi criada pelo lendário guitarrista Eddie Van Halen e seu mecanismo foi projetado para cordas de tensão 0.9. Portanto, este jogo de cordas propicia a medida ideal de conforto destes tipos de guitarras, principalmente no que diz respeito ao uso da alavanca.

Mas isso não quer dizer que os proprietários de guitarras flutuantes não possam se aventurar em cordas mais pesadas.

Já tive clientes que me pediram para instalar cordas 0.10 e até 0.11 em instrumentos com Floyd. Nestes casos, o grande entrave é que a alavanca tende a ficar mais dura, pois a tensão das cordas das molas é maior, ou seja, a alavanca tende a ficar mais dura.

Mas, certa vez, um cliente pediu para que eu regulasse uma guitarra floyd rose com uma corda de tensão 0.12, que ele havia colocado há cerca de uma semana, porém, sem sucesso na regulagem.

Verifiquei que os parafusos que sustentam as molas estavam espanando devido à pressão. Os dois pivôs que sustentam a ponte, pela enorme tensão, estavam completamente inclinados para a frente. Conclusão: o jogo 0.12, destruiu todos os pontos de fixação da mecânica do instrumento e tivemos que fazer enxertos no corpo do instrumento com madeiras mais resistentes - no caso jacarandá -, para resolver o problema.

O fato é que a madeira desta guitarra não deveria ceder. Mas isso ocorreu porque a maioria das fábricas de todo o mundo faz instrumentos com madeiras de custo baixo, porosas, leves, mais fracas e, portanto, menos resistentes à pressão.


O MITO DA AFINAÇÃO PERMANENTE

Quem disser que a floyd rose não desafina jamais, está enganado. Apesar de essas guitarras manterem bem a afinação, elas desafinam sim. E isso é um processo natural a qual todos os instrumentos de cordas são sucetíveis. Nenhum está isento.

Nestas guitarras a desafinação freqüente ocorre em algumas situações: quando as cordas são muito novas (ou velhas), quando as cordas foram instaladas de forma errada, quando as molas perderam seu potencial de tensão, quando os prendedores de cordas estão gastos ou quando partes específicas da madeira do corpo estão cedendo.

Caso o problema ocorra (exceto no caso de cordas novas), o ideal é trocar o jogo  - do jeito certo, claro - por outro da mesma tensão. Se o problema persistir, procure o luthier de sua confiança.

ATENÇÃO À AFINAÇÃO

Quando uma Floyd Rose é regulada com uma determinada afinação, jamais altere-a sem antes submeter o instrumento a uma regulagem. Isso porque, ao mudar a afinação, a tensão das cordas é alterada e, conseqüentemente, influenciará também as molas, a ponte e o braço, fazendo com que a guitarra perca a precisão de afinação (ou fique totalmente desafinada) e o conforto durante as digitações. Para saber mais, leia o artigo "Quando a afinação cai..."


TROCA DE CORDASQuando feita corretamente nas guitarras com ponte flutuante, a troca de cordas é essencial para a manutenção da regulagem. Por isso, fizemos um texto especialmente dedicado à troca de cordas.

A CURIOSIDADE MATOU O GATO

Lembre-se que algumas partes da floyd rose nunca devem ser mexidas sem que a pessoa tenha um amplo conhecimento técnico e mecânico do sistema. Por isso, jamais tente ajustar o tensor e as molas do instrumento; caso contrário, além de desregular  instrumento, você poderá causar danos praticamente irreversíveis, como por exemplo, a quebra do tensor. Quanto aos pivôs da ponte, prendedores de cordas e microafinadores, é pertinente que todos os músicos tenham intimidade com essas peças.

PONTO DE ESTABILIDADE

Não é porque a guitarra é floyd rose que você, músico, pode sair dando alavancadas para frente e para trás, sem que o instrumento perca a afinação. Isso é uma idéia errônea. Se os virtuoses Steve Vai e Joe Satriani fazem isso é pelo fato de suas guitarras terem sido projetadas especialmente para esta fim, ou seja para agüentar muito tranco. Além disso, esses instrumentistas são exímios profissionais que sabem exatamente o que estão fazendo.

Recordo-me de uma vez em que um garoto de cerca de  17 anos levou uma floyd (Ibanez Coreana) para o mestre Eduardo Ladessa (um dos melhores luthiers do país) regulá-la. O jovem reclamou, dizendo que quando ele usava a alavanca, a guitarra desafinava. O Ladessa afirmou que o problema era o mau uso da alavanca e pediu para que ele voltasse "amanhã".

No dia seguinte, o mestre convidou um ótimo guitarrista, o Caio, para mostrar ao jovem como se usa a alavanca. Ele fez várias firulas, sem que a guitarra sequer desafinasse. No final, o garoto percebeu que, de fato, ele não sabia usar a alavanca, agradeceu ao Ladessa e passou a tomar aulas com o Caio.

(Procure sempre saber a escola e conhecer os trabalhos de seu luthier)

70 comentários:

  1. Cara já ouvi também muitos comentários contra floyd rose , o maior problema destas pontes sem dúvida é a qualidade dos materiais utilizados na fabricação, agora se não quer problemas e quer uma floyd rose tem que ser gotoh , schaler ou wilkison !!!
    são caras mas valem cada centavo , não adianta querer que pontes chinesas e coreanas que geralmente são feitas de latão ou ligas bem podres de aluminio deem o mesmo resultado !!!

    um abraço

    ResponderExcluir
  2. Opa, Dr Z!
    Concordo com você em todos os sentidos. Tive até um cliente que comentou que gostaria que fossem fabricadas pontes floyd rose em aço inox, para não enferrujar e durar a "vida toda". Realmente, seria bom...
    Obrigado por contribuir com a sua opinião.
    Forte abraço

    Vitor Gomes

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto. Parabéns. Mas na sua experiente opinião, dentre as gotoh, schaler ou wilkison, qual destas de fato é a TOP? Sim, concordo que o guitarrista deve saber usar alavancas sim, mas se os virtuoses usam guitarras cujo sistema resistem às firulas em animalescas alvancadas, quais as que eles usam, que os mortais não têm acesso? rsrsrs. Enfim, gostaria de adquirir uma guita TOP com o sistema gotoh, schaler, wilkison ou outra melhor que estas, mas qual? Dê-me exemplos e se possível algum link no BR, seja ML ou outro. Obrigado a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Heraclito!
      Tudo certo?
      A Schaller e a Sperzel são tops - sem dúvidas - e não deixarão a desejar.
      Porém apenas tarraxas de qualidade não garantem um funcionamento perfeito de um instrumento.
      Para poupar as lâminas das fresas das tupias e os grãos das lixas, muitas fábricas utilizam madeiras porosas, como o basswood, marupá e araucária.
      A grande questão é que madeiras como essas são macias demais e, em muitos casos, não sustentam os pivôs e a tensão das molas das guitarras com ponte flutuante. A consequência disso é que, com o passar das alavancadas, a afinação da guitarra perde a precisão - isso quando os pivôs não se inclinam até serem desprendidos do corpo do instrumento.
      Por causa de problemas como esses, em algumas guitarras de clientes, tive que substituir a madeira da região dos pivôs por madeiras mais densas, como o ipê, por exemplo.
      Portanto a madeira utilizada para uma floyd top deve ser levada em conta, também! Ela tem tanta importância quanto uma boa ponte!
      Fica a dica!

      Excluir
    2. Ah, esqueci do mais importante: gostaria de lhe agradecer pela pergunta e pela confiança. Sempre que tiver alguma dúvida pode contar com este blog. E o que eu não souber responder, terei o enorme prazer em pesquisar!
      Abraço
      Vitor

      Excluir
    3. Amigo onde consigo fazer um curso de Luthier?

      Excluir
  4. Olá minha guitarra é floyd rose da gotoh (ibanez rg 570) e a alavanca não mais se encaixa com pressão (tem aquela buchinha branca), ela fica solta e não para em uma posição. Como arrumar isso? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Guilherme!
      Sem olhar a guitarra, infelizmente não posso ajudá-lo nesta questão.
      Mas com certeza, o problema poderá ser solucionado se a alavanca (ou ponte) for trocada.
      O melhor é que leve seu instrumento para um profissional responsável (que não seja apenas um curioso que gosta de fazer experiências nos instrumentos dos outros) e, de preferência, que tenha concluído um curso de luteria em escolas públicas!
      Grande Abraço

      Excluir
  5. Olá. Sabe onde posso encontrar apenas os pinos e buchas para comprar? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lio!
      Tudo certo?
      Tente neste endereço: www.calangomusic.com.br
      Abraço!

      Excluir
  6. Tenho uma pergunta pra vc! tenho uma gita Cort Aero-11 e ela tem uma ponte Wilkinson e alavanca! mas n tem microafinação, sendo assim ela desafinaria?

    ResponderExcluir
  7. Eu consigo colocar LockNUt nesta gita? Seria necessario?

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Tudo certo?
    Com certeza a sua guitarra vai desafinar. Mas isso não é motivo para tristeza! Todas as guitarras uma hora desafinam.
    A micro afinação serve apenas para ajustar a afinação que foi alterada após o acionamento da trava do nut (pestana) das guitarras com ponte floyd rose.
    Acredito que não seria necessário a instalação de um locknut em sua guitarra.
    Mas para afirmar com segurança, precisaria ver o instrumento.
    Obrigado pela confiança e abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela atençao! Abraço

      Excluir
    2. Mas talvez, penso ser legal, seria o ideal colocar tarraxas com travas?

      Excluir
  9. Olá,
    De fato, tarraxas com travas melhorarão o problema de afinação. Indico a Sperzel. E muito bacana. Abraço e um ótimo 2013!

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pela atençao! Abraço e Feliz Ano de 2013 pra vc tbm!

    ResponderExcluir
  11. comprei uma tagima vulcan ai a ponte dela e generica posso dar alavancadas nela ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, William
      Boa noite!
      Obrigado pela confiaça e pela participação
      Sim, você pode dar alavancadas nela. Afinal, ela foi feita para isso.
      Porém, é necessário enviá-la para um luthier de sua confiaça para ele analisar todas as terminações que permitem a regulagem do instrumento, inclusive a madeira.
      Abração

      Excluir
  12. Boa tarde! Tenho uma Jackson Japonesa modelo SL3MG e resolvi colocar uma floyd rose original (made in germany) nela. Comprei a ponte e mandei instalar. O problema é que as cordas estão quebrando próximas aos carrinhos. Já quebraram 3 mi fininhas, uma sol e uma ré. Sabe o que pode estar acontecendo? Obrigado.

    ResponderExcluir
  13. Olá Filippe!
    Obrigado pela confiança e pela participação

    Apontar um diagnóstico sem ver o instrumento é meio complicado! É como diagnosticar uma doença sem ver o paciente.
    Se levase a guitarra em minha oficina, daríamos um jeito nela, com certeza.
    Uma opção é enviá-la ao luthier que fez a instalação.
    Obrigado pela confiança
    Abração

    ResponderExcluir
  14. quero afinar minha guitarra floyd rose em A# (afinação que o guitarrista do Morbid Angel usa em uma guitarra de 7 cordas floyd rose também). Atualmente minha guitarra está regulada com 0.10 em afinação D standard. É claro que você vai me aconselhar um luthier, mas aqui na minha cidade luthier é careiro e não sabe nem o que é uma afinação em B.

    Então estou indo pela logica de calibragem para encordoamento de 7 cordas.
    (no encordoamento 0.09 a 7ª corda tem calibre 0.52)
    (no encordoamento 0.10 a 7ª corda tem calibre 0.56)
    (no encordoamento 0.11 a 7ª corda tem calibre 0.58)

    então veja comigo, como estou dando prioridade para a minha sexta corda 'virar' uma sétima
    o unico encordoamento de 6 cordas q se encaixa com um de 7, é o 0.12 pois a 6ª corda tem calibre 0.56 que bate com o 0.10 do de 7 cordas. Já o 0.11 tem a 6ª 0.48 (muito abaixo)

    Então onde eu quero chegar com isso é que como eu não tenho guitarra de 7 cordas ainda,, vou precisar comprar encordoamento 0.12 para usar na minha afinação desejada (A#)..
    a lógica é como se o cara do morbid angel usasse uma 0.10 para a de 7 cordas dele.
    concorda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rafael!
      Obrigado pela participação e confiança.
      Muitos músicos possuem encordoamentos próprios, que são fabricados de acordo com a suas necessidades.
      O Eric Jhonson e o Carlos Santana possuem encordoamentos muito particulares da marca GHS.
      Não precisa ir tão longe para citar outro exemplo: o Baixista Chico Gomes, de Santos, é precursor de uma técnica chamada Triplo Domínio em baixo de oito cordas. Ele possui cordas exclusivas de senvolvidas por ele em parceria com a Gianinni.
      Acredito que no caso de Morbid Angel não seja diferente. Por isso esse mistério com a tensão de cordas que ele adota.
      Provavelmente você terá que comprar dois jogos de cordas para se equiparar com a configuração usada por Angel. Arrisco dizer 0.10 e 0.12.
      Espero que tenha ajudado
      Abraço
      Vitor

      Excluir
  15. oi, tenho uma Tagima K2 e a ponte dela não esta segurando nem um pouco a afinação, será que uma ponte ibanez Edge III seria boa para ela?
    E essa ponte cabe? O NUT é de 43mm.

    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dyogo!
      Tudo certo?
      Sem analisar sua guitarra fisicamente, fia difícil apontar o diagnóstico de seu problema de afinação.
      O ideal seria marcarmos um encontro em minha oficina - sem compromisso - para estudarmos as possibilidades de resolver a questão. Às vezes pode ser apenas falta de regulagem.
      Meus contatos são (13) 3021-6394 e vgomes_luthier@hotmail.com
      Obrigado pela confiança
      Abraço
      Vitor

      Excluir
  16. Áh! Ponte Condor, Kramer e Ibanez chinesas são boas!?
    Ou nem vale a pena!?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dyogo!
      Obrigado pela confiança.
      Não recomendo essas pontes.
      Procure marcas como Sperzel e Gotoh. Com certeza oferecem um melhor desempenho e maior durabilidade.
      Obrigado pela participação

      Excluir
  17. Olá!

    Comprei uma Guitarra Groovin California Series...
    Como estou começando a aprender meus primeiros acordes, sou sincero em dizer que não entendo bem desses instrumentos com floyd Rose...

    O meu objetivo inicial é o aprendizado...
    Eu curto bandas como Metallica dos anos 80, As I Lay Dying, All That Remains, Slipknot, Sistem of a Down, etc...

    Será que foi uma decisão errada por ter escolhido este modelo de guitarra ou ainda está dentro dos padrões (visto que sou um iniciante em fase de aprendizado)???

    Qual o melhor tipo de corda para se usar para estes estilos?
    0,09 ou 0,10???

    E quando eu precisar mudar a afinação dela... Terei todo o trabalho de nivelamento da ponte novamente, consequentemente terei que afinar todas as outras cordas???

    ResponderExcluir
  18. Olá, Arnaldo!
    Boa tarde e obrigado pela confiança.
    Infelizmente não conheço nenhuma dessas bandas.
    O melhor é você conversar com um bom professor de guitarra.
    O que posso adiantar é que todas as vezes que você mudar a afinação de sua Floyd, terá que mandar regulá-la. Para floyd, recomendo cordas 0.09.
    Abraço
    Vitor Gomes

    ResponderExcluir
  19. Olá necessito fazer um enxerto em minha ibanez RG 350, aonde vai o pivo da ponte (só pra variar), gostaria de saber qual melhor madeira utilizar! Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiz
      Obrigado pela confiança.
      Há vários critérios que devem ser considerados a respeito de problemas como esse. Fazer uma análise sem olhar o instrumento é algo difícil, pois cada caso é um caso.
      Para saber qual a melhor madeira, primeiramente teríamos que saber qual é a madeira utilizada na sua guitarra, além do seu nível de umidade.
      Vale ressaltar que toda alteração feita em qualquer instrumento (ainda mais uma guitarra com ponte flutuante) pode comprometer seu funcionamento e desempenho, às vezes de forma irreversível os materiais utilizados não forem apropriados.
      Para que isso seja evitado deve-se respeitar a física do instrumento considerando, em especial, as tensões as exercidas e as madeiras utilizadas nos consertos e construções.
      Desta forma, sem avaliar pessoalmente a proporção do problema, fica difícil apontar a melhor forma de corrigi-lo. Cada caso é único.
      O recomendado é confiar seu instrumento a um luthier competente (não um curioso), que tenha estudado em escolas públicas, de preferência.
      Obrigado pela confiança
      Vitor Gomes

      Excluir
  20. Olá. Tenho uma Ibanez JEM 77 FP 1990. De algum tempo pra cá estou notando que usando a alavanca ela não tem segurado bem a afinação. Tenho pensado se é problema nas molas. Nunca as troquei. Qual a vida útil desse material sem comprometer o resto do instrumento? /devo troca-las? Por qual? Abraços - Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marcelo
      Obrigado pela confiança.
      Há vários critérios que a respeito da falta de afinação. No texto acima enumeramos vários. Fazer uma análise sem olhar o instrumento é algo difícil, pois cada caso é um caso. Às vezes o caso da sua pode ser problemas na trava da pestana etc..
      Qualquer alteração feita em qualquer instrumento (ainda mais uma guitarra com ponte flutuante) pode comprometer seu funcionamento e desempenho.
      Para que isso seja evitado deve-se respeitar a física do instrumento considerando, em especial, as tensões as exercidas e as madeiras utilizadas na construção.
      Desta forma, sem avaliar pessoalmente a proporção do problema, fica difícil diagnosticá-lo.
      O recomendado é confiar seu instrumento a um luthier competente (não um curioso), que tenha estudado em escolas públicas, de preferência.
      Obrigado pela confiança
      Vitor Gomes

      Excluir
  21. tenho uma guitarra e duas perguntas .1 éuma guitarra samick valley arts strato muito famosa vejo que muitas pessoas tentam conpralas ela ten um tibnre muito bon e é muito macia .por ser bem antiga isso é um sinal bom ?2 comprei uma ponte floyd nova para ela mais um pouquinho menor esmerilhei para encaixar sento nos pinos isso pode causar um estrago futuro ou logo?

    ResponderExcluir
  22. Olá, amigo anônimo!
    Boa tarde e obrigado pela confiança.
    Há vários critérios que fazem da guitarra boa ou ruim. Fazer uma análise pela marca e modelo é algo difícil, pois cada instrumento é único.
    Qualquer alteração feita em qualquer instrumento (ainda mais uma guitarra com ponte flutuante) pode comprometer seu funcionamento e desempenho.
    Para que isso seja evitado deve-se respeitar a física do instrumento considerando, em especial, as tensões as exercidas e as madeiras utilizadas na construção.
    Desta forma, sem avaliar pessoalmente a proporção da alteração realizada, fica difícil diagnosticar os possíveis "estragos futuros".
    O recomendado é confiar seu instrumento a um luthier competente (não um curioso), que tenha estudado em escolas públicas, de preferência.
    Obrigado pela confiança
    Vitor Gomes

    ResponderExcluir
  23. Boa Noite! gostaria de tirar umas duvidas.
    Tenho um baixo Cort Curbow 4Al bem antigo, Captador Bartolini + Circuito Funk Cortek,ele está apresentando os seguintes defeitos: quando ativo a chave ele dá um estouro i o volume ao almentar começa a chiar, levei para um cara que dizia ser um bom luthier...ele cobrou 360 reais i nada fez até agora, não trocou a chave i nem o potenciômetro do volume...esse mesmo potenciômetro não é o original de fabrica, pois o original também apresentava o mesmo defeito de chiado era um de 25k ...um amigo tecnico em eletronica colocou um de 50k para fazer um teste e continuava a persistir o mesmo defeito, ele disse para levar ao um luthier, i agora esse luthier não está resolvendo nada.
    o que posso fazer ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo anônimo!
      Antes de tudo agradeço a confiança.
      É um pouco complicado apontar um diagnóstico sem examinar o instrumento.
      Uma dica que posso dar é a seguinte: antes de levar seu instrumento a um luthier, procure saber onde ele se formou (as melhores escolas são as públicas), quem foram seus professores, com quem ele trabalhou e quem são seus clientes.
      Se o problema não foi solucionado mesmo trocando o potenciômetro é possível que o problema seja originário do circuito do pré-ativo.
      Deixo meu telefone: (13) 3021-6394

      Obrigado
      Vitor

      Excluir
  24. Grande luthier possuo uma yamaha 1221 japan q tem uns 32 anos...e ta semi nova o floyd dela é original da propria yamaha...sera q seria bom trocar ou deixo essa mesma?...0brigado

    ResponderExcluir
  25. oi amigo eu tenho uma taguma vulcan flyd rose especial e coloquei um encordoamento 0,11 e coloquei mais uma mola atrais e apertei um pouco os pafusos de trais da ponte a ponte esta baichinha vc sa me diserr se oa encoerdoamentos que eu coloquei 0,11 pode me traser prejuiso o danificar ela. Othoniel

    ResponderExcluir
  26. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  27. Boa Noite! Queria tirar uma dúvida. Tenho uma Memphis Mg330 e o meu Nut não esta travando as cordas pois o parafuso esta frouxo e não fixa mais ele é de 42mm, queria saber se posso substituir o nut por outro do mesmo tamanho, e isso altera algo na minha guitarra?? pois já que não esta travando as cordas não uso a Floyd rose, e se for possível substituir me recomende uma marca boa, desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  28. Olá, Junior!
    Obrigado pela confiança
    Os corpos das Memphis são feitos com uma madeira bastante porosa e leve.
    Portanto com jogo de cordas 0.011 os parafusos poderão espanar a cavidade onde são instalados.
    Por isso recomendo apenas a utilização de encordoamento 0.009 - a não ser em casos específicos em que a afinação é mantida em um tom e meio abaixo da afinação padrão, por exemplo.
    O melhor é confiar seu instrumento a um luthier de confiança que tenha estudado em uma boa escola, de preferência pública.
    Abração

    ResponderExcluir
  29. Tenho uma Tagima Edu Ardanuy. Saberia informar se uma Floyd Rose Original By Schaller caberia corretamente nela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amigo anônimo
      Obrigado pela confiança!
      Infelizmente não tenho as medidas da Tagima Edu Ardanuy. Recomendo que você entre em contato com a Tagima, para mais detalhes técnicos.
      Com certeza a empresa poderá lhe ajudar de uma forma mais satisfatória.
      Abraço!

      Excluir
  30. Olá, gostei muito da matéria.

    Eu estou interessado em comprar uma Tagima Memphis Mg 330, 99% dizem que a afinação se perde na primeira alavancada, tudo bem, pode ser que essas pessoas não saibam usar a alavanca, más queria saber um pouco mais a respeito, se eu colocar 3 molas gotoh,deixar as cordas em 0.09 e mandar em um luthier para calibrar, sera que vai ficar boa? pf me responda, se poder me informar como posso resolver o suposto problema destas Guitarras, poderia me informar?

    ResponderExcluir
  31. Olá, amigo anônimo.
    Bom dia e obrigado pela confiança.
    Para manter a afinação desta guitarra seria interessante trocar as tarraxas, ponte e pestana. O encordoamento 0.09 é uma boa escolha.
    Saber utilizar a alavanca corretamente também é muito importante para que o instrumento não perca a afinação.
    Confie seu instrumento a um luthier capacitado, que tenha estudado, de preferência, em escolas públicas.

    ResponderExcluir
  32. Olá, amigo. Mandei minha guitarra há uma semana pro Luthier fazer uma grande geral. Comprei molas da Gotoh, etc e pedi pra ele dar uma geral, até porque a guitarra tava perdendo muita afinação.

    Bom, ela voltou e o que acontece:

    Ele não usou as 3 molas. Alegou que as molas da Gotoh são mais firmes e que pro calibre de corda (0.10) era melhor não usar as 3 molas, ele usou só duas.

    Além disso, a ponte da guitarra ficou super levantada.


    O que acontece: Ela não pega afinação de jeito nenhum, eu afino as 3 cordas debaixo, as 3 de cima desafinam pra baixo, eu afino as de cima e as 3 de baixo desafinam pra baixo e fica nessa a vida inteira...

    Além disso, se eu inventar de usar a alavanca, ela desafina completamente pra baixo. Fiz um teste, e se eu começar a puxar a alavança pra cima, as cordas vão voltando pra afinação (embora nunca fiquem 100% afinadas pelo problema que citei acima)...

    Gostaria de saber se é o problema na minha ponte, etc ou se o luthier que realmente não sabe regular.

    Obs: Realmente existe isso de colocar 2 molas ou ele fez besteira e o certo são 3 para manter o equilíbrio ou coisa parecida??

    Eu tô com muito receio porque ele seria o único luthier bom da cidade e se ele for ruim, putz, tô ferrado... Tem algum jeito de aprender a regular super bem Floyd Rose sem precisar de um luthier pra deixar ela funcionando legal pelo menos? A minha atualmente, sem usar alavanca já não pega afinação, usando alavanca então, na primeira alavancada ela cai quase meio tom...

    Abraços e muito obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mano, o Gilney Parson fez um video para o youtube onde ele ensina a regular. Procure gilney parson regulagem floyd rose.

      Excluir
    2. Olá, Jonatan
      Obrigado pela confiança!
      Antes de tudo, procure saber onde seu luthier estudou. Há muitos curiosos (geralmente músicos) que decidem ser luthiers do dia para a noite. Porém, esquecem que a luteria envolve muito estudo e muita pesquisa.
      Se a sua guitarra retornou da luteria com a ponte desnivelada e desafinada, certamente você foi vítima de um "curioso" que poderia gerar sérios danos (às vezes irreparáveis) ao seu instrumento.
      Recomendo que procure saber onde e com quem o seu luthier estudou. Tome cuidado com os vídeos no youtube. infelizmente há muitos videos que ensinam regulagens sem qualquer tipo de critério.
      Obrigado pela confiança
      Vitor

      Excluir
  33. Posso trocar a ponte da minha GRG 150 DX em uma Floyd? Ela já tem uma ponte flutuante (FAT10). Teria muitos problemas? e, escolhi a 150DX pois gosto do timbre do Poplar.

    ResponderExcluir
  34. Opa! tudo bom? Cara é o seguinte.
    Tenho uma cort aero 11 com ponte semi flutuante wikinson sem micro afinação. Consigo colocar uma ponte flutuante com micro afinação nela?

    ResponderExcluir
  35. Olá, Marcos!
    Sim, é possível, mas serão necessárias algumas alterações estruturais. Sugiro que encaminhe seu instrumento a um luthier formado (de preferência em escolas públicas) e de confiança.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  36. Eai!
    Então cara, sou iniciante na guitarra e logo de cara me apaixonei e comprei uma memphis tagima mg330, mas estou sentindo que ela está sem afinação, e não estou conseguindo afina- la..
    To quase em desespero sem saber oque fazer.
    Será que voce poderia me dar algumas dicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Neusa
      Fico feliz pela confiança!
      Sem ver o instrumento pessoalmente e sem analisar as reais causas do problema de afinação fica complicado emitir um diagnóstico preciso.
      Como trata-se de um problema com certa complexidade, sugiro que envie seu instrumento a um luthier de confiança. Procure um profissional que tenha formação, de preferência que tenha cursado uma escola pública.
      Sugiro que leia este texto
      http://luthieremsantos.blogspot.com.br/2011/11/quando-afinacao-cai.html
      Obrigado e abraço
      Vitor

      Excluir
  37. verdade . na maioria das vezes o guitarrista nao sabe usar a alavanca ....

    ResponderExcluir
  38. Sou expert em pontes Floyd Roses e sei regulá-las perfeitamente. Ressalto que a regulagem não deve ser feita por "amadores" e sim por profissionais. Realmente a qualidade do material do qual é feito a ponte faz toda a diferença e irá influenciar o instrumento por toda a sua vida. Tenho uma Ibanez Japonesa, de 1999, com uma ponte Takeuchi (made in Japan) original dela, a Lo TRS Trem. A ponte, apesar de seus "16 anos de vida" é perfeita. Detalhe: gastei "quase" 2 dias para regulá-la perfeitamente, a partir de um jogo de cordas 0,10 Nigri. Tive que comprar novos parafusos que travam as cordas na ponte, pois os antigos estavam espanados. Após trocar todas as 6 cordas, a tensão na ponte a inclinou totalmente para a frente e tive que apertar os parafusos das molas em 4 voltas (e sem as molas para não estragar a madeira, devido à nova pressão equalizada). Após este procedimento, afineis a guitarra 6 vezes, pois a afinação de cada corda influencia na pressão e estabilidade total da ponte. Finalmente após 2 horas de afinação (a cada corda afinada a afinação total se alterava), consegui a estabilidade. Então travei o lock nut (trava cordas) e ajustei os microafinadores, pois a afinação também muda ao travar o locknut. Finalmente reconferi a afinação após 2 horas e está perfeita! Estabilizada, sem desafinar. Conclusão: trabalho de extrema paciência e para profissionais. Se você é amador, por favor leve a sua guitarra à algum Luthier experiente, para não danificar permanentemente a sua guitarra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Fernandes tudo blz?
      Mano da trampo mesmo viu mas duas horas e tempo heim rsrs!
      Bom eu nao sou top nem nada e nem luthier mas me viro e resolvo meus problemas.
      Se nao importar vou dar uma dica?
      Bom eu sofri muito ao afinar e ajustar o tensor, mas a parte mais terrivel e afinar, e ai depois de apanhar muito eu estudei bastante e percebi que quando for afinar começa pelos bordoes, nao afine eles exato e sim 1/4 da afinaçao exata da corda e ai as cordas sol, si e mi vc afina exado e ai no final de tudo vc ira apenas fazer um pequeno ajuste na afinaçao.
      Comigo da muito certo, em 15 minutos da pra afinar, isso claaaro depois de ter ajustado o tensor e alinhado a ponte.
      Espero que eu possa estar ajudando, valeuuuuuu.

      Excluir
    2. Fala Fernandes tudo blz?
      Mano da trampo mesmo viu mas duas horas e tempo heim rsrs!
      Bom eu nao sou top nem nada e nem luthier mas me viro e resolvo meus problemas.
      Se nao importar vou dar uma dica?
      Bom eu sofri muito ao afinar e ajustar o tensor, mas a parte mais terrivel e afinar, e ai depois de apanhar muito eu estudei bastante e percebi que quando for afinar começa pelos bordoes, nao afine eles exato e sim 1/4 da afinaçao exata da corda e ai as cordas sol, si e mi vc afina exado e ai no final de tudo vc ira apenas fazer um pequeno ajuste na afinaçao.
      Comigo da muito certo, em 15 minutos da pra afinar, isso claaaro depois de ter ajustado o tensor e alinhado a ponte.
      Espero que eu possa estar ajudando, valeuuuuuu.

      Excluir
  39. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  40. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  41. Bom dia Vitor tudo bem contigo meu brother?
    Bom minha duvida é o seguinte!
    Eu tenho uma Tgm 200 oque acha dela?
    Bom eu comprei ela pelo mercado livre, mas como sei que corremos o risco e que tbm nao sao guitarras tao top eu percebi que o braço da guita olhando da ponte para o braço, o lado esquerdo esta reto a regra, mas o esquerdo tem uma pequena ondulaçao perto do nut.
    Bom eu corrigi o trastejamento retificando os trastes que até que isso resolveu meu problema, mas eu queria uma dica de que forma posso resolver isso e nivelar a regua, pois sou de sp mas moro no interior do estado da Bahia em campo alegre de lourdes e o luthier mais proximo esta a 18 horas de viagem e o mesmo nao se é muito confiavel.
    Me ajude mano me de uma dica!
    Serei muito grato.

    ResponderExcluir
  42. Bom dia Vitor tudo bem contigo meu brother?
    Bom minha duvida é o seguinte!
    Eu tenho uma Tgm 200 oque acha dela?
    Bom eu comprei ela pelo mercado livre, mas como sei que corremos o risco e que tbm nao sao guitarras tao top eu percebi que o braço da guita olhando da ponte para o braço, o lado esquerdo esta reto a regra, mas o esquerdo tem uma pequena ondulaçao perto do nut.
    Bom eu corrigi o trastejamento retificando os trastes que até que isso resolveu meu problema, mas eu queria uma dica de que forma posso resolver isso e nivelar a regua, pois sou de sp mas moro no interior do estado da Bahia em campo alegre de lourdes e o luthier mais proximo esta a 18 horas de viagem e o mesmo nao se é muito confiavel.
    Me ajude mano me de uma dica!
    Serei muito grato.

    ResponderExcluir
  43. Fala mestre, boa noite! Minha primeira guitarra foi uma strato, mas depois que eu toquei em uma super strato, não desejei outra coisa. Não pelas alavancadas e tal, mas, pela sonoridade e outros fatores. O caso é que, sem ter muita grana, acabei comprando uma réplica t.jhonson de uma ibanez. Sinceramente, me arrependi pois vi a qualidade e tal, mesmo sendo ainda estudante e tendo pouco tempo de guita. Meu professor me disse que vale a pena levar a um luthier para dar uma geral pagando uns 300 reais. Uma vez que paguei 400 nela, será que vale a pena? E, mesmo assim, gostaria de perguntar o que você acha das guitarras suzukis? Ví uma no ml, com micro-afinação, que me pareceu boa, mas, não conseguir encontrar nada na internet. Só uma breve descrição na guitarplayer 142 mas como não possuo assinatura, não dá pra ver o review completo. Estou na dúvida entre investir nessa clone ou tentar vender para quem tiver interesse em investir nela e comprar uma outra, talvez essa suzuki ou uma outra não tão cara.

    ResponderExcluir
  44. Bom dia, minha guitarra espanou o buraco aonde vai os dois parafusos atrás da guitarra os parafusos que regula a floyd rose tem como fazer um enxerto? E colocar outro só espanou o buraco de um, vc é de São Paulo?

    ResponderExcluir
  45. Preciso de ajuda por favor a minha guitarra ta com um problema enorme. O floyd rose baixou muito e a peça onde entra a alavanca saiu. Me ajodem por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente as molas estão muito apertadas e a situação da alavanca, so outra ponte.

      Excluir
  46. Ola! Tenho uma Seizi Mosh e um dia ela caiu D: Infelizmente, acho q a queda prejudicou a ponte, ou o meu mal uso quado mais jovem, acabou estourando a rosca de um dos carrinhos. E sempre tive problemas com a afinação, sempre apanhei pra regular, mas minha teimosia acabou levando a boa pratica. Aprendi muito sobre a mecânica geral das pontes flutuantes e, recentemente, troquei todos o carrinhos, mantive a mesma base e molas.. A guitarra ta voando! Desafina muito dificilmente e agr sinto mais precisao na minha ponte. Entretanto, um duvida ainda me resta: Eu deveria botar molas mais fortes (gotoh) na minha ponte? Com o intuito de garantir que ela dê o retorno necessário sem ceder e desafinar o instrumento? Quão importantes sao as molas? Abraço!

    ResponderExcluir